Aposentadoria por invalidez: Descubra as Regras da Previdência Social

aposentados

A reforma da previdência feita em 2019, mudou algumas coisas na requisição da aposentadoria por invalidez, sendo então importante que as pessoas que estão chegando ao mercado de trabalho prestem atenção nas mudanças, já que nunca se sabe quando se vai precisar da aposentadoria por invalidez.

Antes de tudo é importante dizer o que é a aposentadoria por invalidez, já que muitas pessoas confundem isso com o auxílio doença. É muito importante saber que existem muito conteúdo na internet que ajudam auxiliando e tirando dúvidas sobre os programas do Governo Federal. Nesse sentido, podemos tirar mais dúvidas caso existam no Empregador Web.

A aposentadoria por invalidez, nada mais é que uma aposentadoria que é dada para pessoas que não podem continuar trabalhando por motivos que não sejam doença, ou seja, se a pessoa quebrou uma perna, se a pessoa perdeu um braço, se não pode mais andar, enfim as categorias de pessoas que podem se enquadrar como pessoa que tem direito a esse benefício é muito longa, mas basicamente, podemos resumir que pessoas que tem direito à aposentadoria por invalidez são pessoas que não podem continuar trabalhando por motivos físicos.

As regras para a aposentadoria por invalidez são bem simples e apesar de não haver tantas mudanças devido à reforma da previdência, vamos falar sobre a mudança que pode impactar em algumas pessoas mais a frente, no entanto antes disso, vamos falar das regras para se conseguir a aposentadoria por invalidez que não mudaram.

Regras para a aposentadoria por invalidez

Para ter direito a esse tipo de aposentadoria o trabalhador tem que ter no mínimo 1 ano de trabalho registrado em CLT, ou seja, um ano de contribuição com o INSS e também estar em qualidade de segurado durante o período de incapacidade.

Então basicamente se você trabalhou por 6 anos por exemplo, você tem 5 anos de segurado, logo, você terá direito a pedir os benefícios da previdência por 5 anos, que é o período depois da carência.

Todo trabalhador que pedir a aposentadoria por invalidez deverá passar por perícia médica antes de receber o benefício, para que se tenha certeza que ele necessita desse benefício, além disso, nem todo tipo de problema físico pode ser considerado como invalidez, ou seja, você pode ter a aposentadoria negada, caso possa exercer seu serviço normalmente, mesmo com um problema físico.

Além de passar pela primeira perícia médica, o trabalhador a cada dois anos também terá que fazer mais 1 perícia médica, para que se tenha certeza que o trabalhador precisa mesmo do benefício ainda.

Essas são as regras para que o trabalhador tenha direito ao benefício de aposentadoria, no entanto apesar de ela não ter mudado muito, agora vamos falar da única mudança.

Mudança na regra

A única mudança na regra vai de encontro ao que falamos sobre a qualidade de segurado, já que na regra anterior o segurado que parasse de trabalhar como registrado, poderia ter qualidade de segurado de novo após 6 meses de trabalho como registrado, a mudança nesse caso é que a qualidade de segurado agora deve ser superior a um ano.

Então basicamente, agora que você conhece a mudança e as regras para se aposentar por invalidez, cabe a você, logicamente, tomar cuidado, mas caso necessite desse benefício, você já conhece as regras e veja se está apto a aderir a essa aposentadoria.

Deixe uma resposta